Produção de mudas tipo pé-franco de cerejeira-do-mato adubadas com cloreto de potássio

Vander Mendonça, Grazianny Andrade Leite, Priscilla Vanúbia Queiroz de Medeiros, Luciana Freitas de Medeiros, Poliana Samara de Castro Freitas, Eduardo Castro Pereira

Resumo


Objetivando avaliar a resposta de mudas de cerejeira-do-mato ao efeito de doses de cloreto de potássio, conduziu-se um experimento, em viveiro telado (50%) localizado no pomar da Universidade Federal de Lavras (UFLA). O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com quatro tratamentos, quatro repetições e dezesseis plantas por parcela. Foram utilizadas 4 doses de cloreto de potássio (0; 1; 2 e 4 kg/m3 de substrato) o aplicadas  no substrato, na época do enchimento dos sacos para produção das muda. Foram avaliadas as características: altura da muda (cm), comprimento da raiz (cm), número de folha/planta, matéria seca da parte aérea, da raiz e total (g/planta). A adubação com cloreto de potássio promoveu incremento nas mudas de cerejeira-do-mato. Sendo as doses de 2,03; 3,06; 1,89; 0,0 e 1,70 kg/m3 de substrato proporcionaram as melhores respostas para a altura (16,14 cm), número de folhas (9,56), matéria seca da parte aérea (1,66 g) matéria seca de raiz (0,86 g) e matéria seca total (1,70 g), respectivamente

Palavras-chave


Eugenia involucrata DC, adubação, propagação

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.