Avaliação da qualidade de sementes de Eugenia pleurantha (MYRTACEAE) pelos testes de germinação e tetrazólio

Tathiana Elisa Masetto, Antonio Cláudio Davide, José Márcio Rocha Faria, Edvaldo Aparecido Amaral da Silva, Rodrigo Kelson Silva Rezende

Resumo


Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar procedimentos para condução dos testes de germinação e tetrazólio na avaliação da qualidade de sementes de Eugenia pleurantha. O teste de germinação foi realizado com areia e rolo de papel, sendo que as sementes foram mantidas em câmaras do tipo B.O.D.s nas temperaturas de 20ºC, 25ºC, 30ºC e 35ºC e temperatura alternada de 20°C/30°C com 10 horas de escuro para a temperatura mais baixa e 14 horas de luz para a temperatura mais elevada. Foram utilizadas oito repetições de 25 sementes para cada tratamento. Para o teste de tetrazólio foram utilizadas quatro repetições de 25 sementes submetidas às seguintes concentrações do sal de tetrazólio: 0,075%, 0,1% e 0,5%, durante 4, 8 e 12 horas, em BOD no escuro a 30°C. De acordo com os resultados encontrados, observa-se que a germinação das sementes foi favorecida pelo substrato areia sob temperatura de 30ºC. Para o teste de tetrazólio, os resultados mostraram que não houve diferenças significativas entre os tratamentos. Porém, com o uso da concentração de 0,1% de sal de tetrazólio durante 4 horas a 30ºC obteve-se uma coloração uniforme que permitiu a diferenciação entre tecidos sadios, em deterioração e tecidos mortos.


Palavras-chave


Sementes, Conservação, Viabilidade.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.