Avaliação nutricional de caruru (Amaranthus spp)

Luis Felipe Lima e Silva, Douglas Correa de Souza, João Barcellos Xavier, Carolina Queiroz Samartini, Luciane Vilela Resende

Resumo


O caruru (Amaranthus spp.) é considerado uma hortaliça não convencional, que por uma série de fatores deixou de ser consumida pela população, seja pela introdução de outras espécies e variedades de hortaliças ou devido ao aumento do consumo de alimentos industrializados e mudanças dos hábitos alimentares, resultando em informações limitadas da espécie. Diante disso, o objetivo do trabalho foi realizar a caracterização dos compostos nutricionais de interesse, presentes nas folhas e nos grãos das espécies Amaranthus hybridus L. (caruru vermelho) e Amaranthus viridis L. (caruru de mancha). Em laboratório foi usado o delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos (folhas do A. hybridus, grãos do A. hybridus, folhas do A. viridis e grãos do A. viridis) em triplicata. As amostras foram utilizadas para as seguintes avaliações: composição centesimal, valor calórico e quantificação dos macro e micronutrientes. Foi realizada a análise dos componentes principais com auxílio do programa Chemoface, versão 1.4. Ambas as espécies de Amaranthus spp. apresentaram em suas folhas e grãos níveis significativos de nutrientes de interesse como lipídeos, proteínas, fibras, carboidratos, e os minerais P, K, Ca, Mg, S, Cu, Fe, Mn, Zn e B, em teores mais elevados dos que apresentam as hortaliças convencionais utilizadas de forma similar.

Palavras-chave


Amaranthus hybridus L.; Amaranthus viridis L.; Hortaliças não convencionais; Compostos nutricionais.

Texto completo:

PDF

Referências


AMAYA-FARFAN, J.; MARCÍLIO, R.; SPEHAR, C.R. Deveria o Brasil investir em novos grãos para a sua alimentação? A proposta do amaranto (Amaranthus sp). Segurança Alimentar e Nutricional, v. 12, n. 1, p. 47-56, 2005. https://doi.org/10.20396/san.v12i1.1838

ANDERSON, J. B. Minerais. In: Mahan LK, Escott-Stump S, Krause MV. Alimentos, nutrição e dietoterapia. São Paulo: Roca; 2005. p.107-45.

BENEVIDES, C. M.J.; SOUZA, M.V.; SOUZA, R. D. B.; LOPES, M. V. Fatores antinutricionais em alimentos: revisão. Segurança Alimentar e Nutricional, v. 18, n. 2, p. 67-79, 2011.

BRASIL. Ministério da Agricultura e da Reforma Agrária. Departamento Nacional de Meteorologia. Normais climatológicas: 1961-1990. Brasília, DF, 1992, 84 p.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo. Manual de Hortaliças Não Convencionais. Brasília: MAPA/ACS, 2013. 99 p.

CARVALHO, S.J.P.; CHRISTOFFOLETI, P.J. Leaf Area Estimation of Five Amaranthus Species Using Leaf Blade Linear Dimensions. Planta Daninha, v. 25, n. 2, p. 317-324, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83582007000200011

DE SOUZA PEREIRA, P. C.; DE FREITAS, C. F.; CHAVES, C. S.; ESTEVÃO, B. M.; PELLOSI, D. S.; TESSARO, A. L.; BATISTELA, V. R.; SCARMINIO, I. S.; CAETANO, W.; HIOKA, N. A quimiometria nos cursos de graduação em química: Proposta do uso da análise multivariada na determinação de pka. Quim. Nova, v. 37, n. 8, p. 1417-1425, 2014.

EUR-LEX. Aceess to European Union Law. 2006. Disponível em: . Acesso em: 02 fev. 2018.

FERREIRA, T. A. P. C.; MATIAS, A. C. G.; ARÊAS, J. A. G. Características nutricionais e funcionais do Amaranto (Amaranthus spp.). Nutrire: revista da Sociedade Brasileira Alimentação e Nutrição v. 32, p. 91-116, 2007.

GUYTON, A. C. Tratado de fisiologia médica. 8.ed. São Paulo: Guanabara; 1991. p.316-8.

GROTTO, H. Z. W. Metabolismo do ferro: uma revisão sobre os principais mecanismos envolvidos em sua homeostase. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, v. 30, n. 5, p. 390-397, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-84842008000500012

HOROWITZ, W. (Ed.). Official methods of analysis of the Association of Official Analytical Chemists. 20th ed., 3rd rev. Gaithersburg, Maryland: AOAC, 2016. 3100 p.

KINUPP, V.F.; LORENZI, H. Plantas alimentícias não convencionais (PANC) no Brasil: guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas. São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2014. 768 p.

KISSMANN, K.G.; GROTH, D. Plantas infestantes e nocivas. 2.ed. São Paulo: BASF, 1999. v.2. 978 p.

KRAUSE, M. V.; MAHAN, L. K. Cuidado nutricional em anemias. In: Krause MV, Mahan LK. Alimentos nutrição e dietoterapia. 7. ed. São Paulo: Roca, 1991. p. 581-588.

LIMA, D.M. Tabela brasileira de composição de alimentos-TACO. NEPA-UNICAMP, 2011. 164 p.

LÖNNERDAL, B.; DEWEY, K. G. Epidemiologia da deficiência de ferro no lactente e na criança. Anais Nestlé, v. 52, p. 11-17, 1996.

OSBORNE, D.; VOOGT, P. The analysis of nutrients in foods. Academic Press Inc.(London) Ltd., 24/28 Oval Road, London NW1 7DX., 1978.

SILVA, D.J.; QUEIROZ, A.C. Análise de alimentos (métodos químicos e biológicos). Viçosa: UFV, 2002. 235 p.

SILVA, FC. 2009. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 2ed, Brasília: Embrapa Informação Tecnológica p. 627.

SILVA, L.F.L. Hortaliças Não Convencionais: Quantificação do DNA, Contagem Cromossômica, Caracterização Nutricional e Fitotécnica. Tese (Doutorado em Ciência Fitotecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras. 141 p.

SOUZA, L.S.; VELINI, E.D.; MAIMONI-RODELLA, R.; MARTINS, D. Contents of macronutrients and micronutrients and CN relation of several weed species. Planta Daninha, v. 17, n. 1, p. 163-167, 1999. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83581999000100015




DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v12i45.7770

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.