Evapotranspiração e coeficiente de cultivo da cultura do pinhão manso

Admar Junior Coletti, Rivanildo Dallacort, Flavio Carlos Dalchiavon, Juliano Araujo Martins, Adalberto Santi, Mirian Hiriko Inoue

Resumo


A água é o maior fator limitante à obtenção de elevadas produtividades em culturas agrícolas. Devido à escassez de estudos ligados à necessidade hídrica da cultura do pinhão manso, objetivou-se determinar a evapotranspiração e o coeficiente de cultivo desta cultura. O experimento foi realizado na Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus de Tangará da Serra, MT, localizado à 14º37’10’’ S, 57º29’09’’ W e altitude de 321,5 m. O clima da região é o Tropical Úmido Megatérmico e o solo do tipo Latossolo Vermelho distroférrico. Para determinar a Evapotranspiração de referência (ETo) utilizou-se o método de Penmam-Monteith, e para a evapotranspiração da cultura (ETc) lisímetros de drenagem. Observou-se no período de estudo uma ETo média de 4,1 mm dia-1 e uma ETc média de 11,4 mm dia-1, tais valores geraram um Kc médio de 2,66, sendo altamente influenciado no período da seca, devido a elevada demanda atmosférica ocasionada pelo comportamento meteorológico, e as elevadas produtividades.


Palavras-chave


necessidade hídrica; período seco; produtividade

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.