Avaliação de diferentes doses de radiação gama aplicadas na microalga Spirulina (Arthrospira platensis)

Pablo Kashisol Duarte de Lima, Ingrid Alves de Moraes, Gabriel Luis Castiglioni, Valter Arthur, Adriana Régia Marques de Souza

Resumo


São frequentes os estudos da viabilidade do uso da microalga Spirulina como forma de agregar valores nutricionais aos alimentos ou até mesmo fonte de pigmento natural, utilizado na indústria. A irradiação pode ser aplicada como uma forma de descontaminação e de conservação da Spirulina seca. O objetivo deste trabalho foi avaliar as alterações na estrutura físico-química da Spirulina submetida a diferentes doses de radiação. Verificou-se que os maiores valores de doses de radiação gama aplicada, houve diferença de cor. Contudo não houve alterações morfológicas significativas na estrutura da Spirulina irradiada. Não evidenciando maior fragilidade de quebra ou mudança na textura das amostras. Os tratamentos se comportaram como fluido não newtoniano dilatante, característica também de outras microalgas. Tendo a temperatura como uma forte influência no comportamento da Spirulina, tornando-se menos viscosa, no entanto Spirulina irradiada a 3kGy apresentou menor energia de ativação do fluxo, assim como uma viscosidade aparente maior em relação ao controle. Conclui-se que o uso de radiação gama, nas doses estudadas na Spirulina, não se evidenciou uma diferença significativa em termos de alterações estruturais físico-químicas para aplicações futuras na indústria de alimentos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v11i40.7027

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.