Distribuição vertical de Spodoptera frugiperda (J. E. SMITH) (Lepidoptera: Noctuidae) em plantas de algodão (Gossypium hirsutum L.).

Carla Cristina Dutra, Marcos Gino Fernandes, Wedson Desidério Fernandes, Antonio Carlos Busoli

Resumo


O objetivo deste estudo foi conhecer o arranjo espacial vertical da praga Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) na cultura do algodão através da identificação da preferência das lagartas de diferentes tamanhos (pequenas, médias e grandes) quanto à localização vertical na planta de algodão (terço apical, mediano e basal). Os experimentos foram conduzidos no município de Ponta Porã-MS, em uma área de 116 ha semeada com algodão cultivar CNPA ITA-90. Foram demarcadas três áreas com 10.000 m2 cada, sendo que cada uma foi dividida em 100 parcelas de 100m2. Em cada parcela foram inspecionadas cinco plantas, num total de 500 plantas em cada área. Verificou-se a preferência das lagartas de S. frugiperda pela parte apical das plantas, vindo a seguir a parte mediana e basal, respectivamente. Nos três campos amostrais foi mais freqüente a presença de lagartas pequenas, seguido de médias e grandes. De acordo com os resultados obtidos nos três campos estudados, pode-se afirmar que 62,88% de todas as lagartas observadas estavam na parte apical das plantas, 32,51% estavam na parte mediana, enquanto que as demais (4,61%) foram encontradas na parte basal. A relação entre o número total de lagartas observadas em cada parte da planta esteve inalterada durante praticamente todo o período de ocorrência dessa espécie.


Palavras-chave


comportamento, lagartas, algodoeiro

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.