Índice de acidez do óleo de peixe na nutrição de alevinos de tilápia

Tatiane Andressa Lui, Jakeline Marcela Azambuja de Freitas, Fabio Bittencourt, Jackeline Marcante Dallagnol, Dacley Hertes Neu, Wilson Rogério Boscolo

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência de diferentes índices de acidez do óleo de peixe na nutrição de alevinos de tilápia (Oreochromis niloticus). Para tanto, 160 alevinos com peso e comprimento total inicial médio de 29,49 ± 1,29 g e 11,87 ± 0,13 cm, respectivamente, foram distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado em 16 hapas com 0,15 m3 de volume útil dispostos em um tanque de concreto com capacidade volumétrica de 25 m3. Foram elaboradas quatro rações extrusadas, sendo uma a base de óleo de soja (controle) com índice de acidez de 0,24, e três rações a base de óleo de peixe com índices de acidez de 1,48; 6,40 e 9,85. Os peixes foram alimentados quatro vezes ao dia até a saciedade aparente. Foram avaliados o desempenho produtivo, a composição centesimal e as características hematológicas dos animais. Ao final do período experimental observou-se que os parâmetros analisados não foram influenciados pelos índices de acidez avaliados (P>0,05). Portanto, o óleo de peixe pode ser fornecido aos animais independente de seu índice de acidez, sem proporcionar diferenças no desempenho zootécnico.


Palavras-chave


Aquicultura, lipídeos, nutrição de peixes, Oreochromis niloticus

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v11i40.6702

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.