Efeito macho associado ao emprego de progesterona intravaginal em ovelhas, sob latitude 20°52’ sul

Antônio Carlos Duenhas Monreal, Luiz Otavio Horta Barboza Carneiro, Marcus Vinicius dos Santos Redondo

Resumo


Resumo. O uso de progestágenos melhora a fertilidade e promove a sincronização do estro em ovelhas. O objetivo desse estudo foi avaliar o uso de implantes intravaginais com 60mg de acetato de  medroxiprogesterona (MAP) associado ao efeito macho sobre a taxa de fertilidade e prolificidade em ovelhas multíparas sem raça definida (SRD). Foram utilizadas 65 ovelhas distribuídas em 2 grupos, G1 (controle) n=33, G2 (tratamento) n= 32, acasaladas com cinco reprodutores da raça Bergamácia. Implantes intravaginais foram usados em ovelhas nativas no G2 por 11 dias aliados ao efeito macho e no G1 apenas o efeito macho. O grupo G2 apresentou 84,37% de fertilidade e 114,81% de prolificidade, contra 69,70% e 108,69% de G1, respectivamente. Em G1 ocorreram 23 partos sendo que destes, 13 (56,52%) ocorreram entre Dia 18 e Dia 25 da estação de nascimento. Em G2, dos 27 partos ocorridos, 21 (77,78%) ocorreram entre Dia 3 e Dia 10 da estação de nascimento. De acordo com os resultados, concluiuse que a utilização do efeito macho associado ao emprego de implantes intravaginais impregnados com MAP, induziu o estro, incrementou as taxas de fertilidade e prolificidade.

Palavras-chave


estacionalidade, implantes intravaginais, ovinos, sincronização

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.