Produtividade da soja em sucessão a cultivos de outono-inverno

Luan Marlon Ribeiro, Gessí Ceccon, Ivan Arcanjo Mechi, Anna Luiza Farias dos Santos, Priscila Akemi Makino, Ricardo Fachinelli

Resumo


A sucessão soja-milho safrinha predominam na produção de grãos na região Centro-oeste, e a produtividade das culturas está relacionada com os níveis de cobertura do solo. Objetivou-se avaliar a produtividade das cultivares de soja BRS 284 e BRS 360 RR em sucessão a cultivos de outono-inverno. O trabalho foi realizado na área experimental da Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados, MS, em 2014/15 e 2015/16. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com parcelas subsubdivididas em quatro repetições. As parcelas principais foram os anos, as subparcelas os cultivos de outono-inverno (Brachiaria ruziziensis, consórcio de milho com B. ruziziensis, milho safrinha e feijão-caupi), e as subsubparcelas as cultivares de soja (BRS 284 e BRS 360 RR). Na floração avaliou-se altura de plantas, massa seca de folhas e de hastes. Na colheita avaliou-se a massa de 100 grãos e produtividade de grãos. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Em 2015/16 a soja apresentou maior massa de 100 grãos, altura de plantas e rendimento de grãos em relação à safra 2014/15, quando houve restrição hídrica. A cultivar BRS 360 RR apresentou maior rendimento de grãos (3.218 kg ha-1) em relação a cultivar BRS 284. A maior produtividade de grãos em 2014/15 (1.882 e 1.880 kg ha-1) foi em sucessão ao milho safrinha e B. ruziziensis, enquanto que 2015/16 não houve diferença. Em anos com deficiência hídrica, o benefício das culturas de outono-inverno sobre a produtividade da soja é mais relevante.

Palavras-chave


Brachiaria spp., Glycine max, plantio direto, rotação de culturas, Zea mays

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v11i40.5379

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.