Reações de cultivares de alface a Meloidogyne incognita

Adalton Mazetti Fernandes, Stela Maris Kulczynski

Resumo


O presente estudo foi realizado visando avaliar o fator de reprodução de Meloidogyne incognita em três cultivares de alface (Lactuca sativa L.). O experimento foi conduzido em estufa no delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos (cultivares Tainá, Maravilha de Verão e Verônica) e 16 repetições. O tomateiro (Lycopersicon esculentum cv. Santa Cruz) foi utilizado como testemunha da viabilidade do inóculo. A população inicial de M. incognita por planta foi de 3.000 ovos. A avaliação foi realizada aos 55 dias após a inoculação, determinando-se os números de galhas (NG) e de ovos por sistema radicular (NO), bem como os fatores de reprodução do nematóide. As três cultivares mostraram  eação de suscetibilidade ao nematóide, com valores médios de FR variando de 1,19 a 5,30.

 


Palavras-chave


nematóide de galhas, suscetibilidade, reprodução.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.