IRRIGAÇÃO SUPLEMENTAR NA PRODUÇÃO DE GRÃOS E NA EFICIÊNCIA DE USO DA ÁGUA DA CULTURA DO FEIJOEIRO

Fátima Cibele Soares, Ana Rita Costenaro Parizi, Gideon Ujacov da Silva, Ricardo Essi, Jumar Luis Russi, Luis Humberto Ben, Paulo Rogério Santos

Resumo


A água é um dos principais fatores climáticos que limitam a produção de feijão vindo a somar com outros fatores como temperatura e radiação solar. Assim, o uso de irrigação é um importante aliado em regiões onde ocorrem grandes irregularidades de precipitações pluviais. Deste modo objetivou-se analisar o efeito de lâmina de irrigação suplementar na produção de grãos da cultura do feijão, bem como a eficiência de uso da água, na região Fronteira Oeste do Estado do Rio Grande do Sul. O experimento foi conduzido em área experimental do curso de Engenharia Agrícola, da Universidade Federal do Pampa/Alegrete, RS. A cultura foi semeada em janeiro de 2013, em sistema de plantio direto. Para condução das irrigações, foi utilizado um sistema de aspersão convencional, sendo o momento das irrigações definido com base no turno de rega pré-fixado, e a quantidade de água pelo cálculo da evapotranspiração da cultura (ETc). Os tratamentos foram: T1 - precipitação pluviométrica, T2 - Reposição de 46% da ETc, T3 - Reposição de 73% da ETc, T4 - Reposição de 84% da ETc e T5 - Reposição de 100% da ETc. Avaliou-se: número de vagens por planta, número de grãos por vagem, peso médio do grão, produção de grãos e eficiência do uso da água. O tratamento com reposição de 100% da ETc apresentou a maior produção de grãos (kg.ha-1), deferindo estatisticamente do demais. O mesmo comportamento foi observado para a eficiência do uso da água.

Palavras-chave


manejo de irrigação, Phaseolus vulgaris L., rendimento

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.