Doses de osmocote plus® na produção de mudas de Sarandi: Atributos morfológicos e índice de clorofila

Junior Melo Damian, Tiago Strojaki Vinicios Strojaki, Diego Henrique Simon, Francisco Marostega, Edison Bisognin Cantarelli

Resumo


O Sarandi (Sebastiania schottiana) vem se destacando como uma espécie promissora nas atividades de reflorestamento e recuperação de áreas degradadas. O objetivo deste estudo foi avaliar características morfológicas de mudas de Sebastiania schottiana quando submetidas a diferentes doses do fertilizante Osmocote Plus® e acompanhar a resposta do índice de clorofila durante o período de estudo.  O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, sendo constituído de cinco tratamentos, e dez repetições. Os tratamentos consistiram em doses crescentes de Osmocote Plus ® (0, 3, 6, 9 e 12 kg m-3 de substrato). Avaliou-se o diâmetro do colo, altura das mudas, área foliar, massa seca da parte aérea e massa seca das raízes índice de clorofila a, índice clorofila b e índice de clorofila total. Sendo assim, para todas as variáveis morfológicas avaliadas o fertilizante Osmocote Plus® proporcionou aumento de ordem quadrática. A melhor dose para a produção de mudas de Sebastiania schottiana, considerando os valores médios dos pontos de máxima eficiência técnica (PMET) de diâmetro do colo e altura das mudas foi de 6.50 kg m-3 de Osmocote Plus®. O índice de clorofila demonstrou comportamento quadrático frente ás doses do fertilizante e correlação positiva com a massa seca de parte aérea e área foliar das mudas de Sebastiania schottiana.


Palavras-chave


Sebastiania schottiana Müll. Arg., ambiente protegido, nutrição

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.