Níveis de fertirrigação nas características morfofisiológicas de mudas de rúcula

Simone Cândido Ensinas, Guilherme Augusto Biscaro, Aline Baptista Borelli, Kamila de Almeida Mônaco, Rosangela Juliana Rosa Marques, Yara Brito Chaim Jardim Rosa

Resumo


Objetivou-se com esse trabalho avaliar o efeito da fertirrigação com a formulação 04-14-08 de NPK, nas características morfofisiológicas de mudas de rúcula (Euruca sativa Miller). O experimento foi conduzido na Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), utilizando-se o fertilizante líquido da marca Murer®. O delineamento experimental utilizado foi blocos casualizados, com seis doses do fertilizante líquido (0, 1,25; 2,5; 5,0; 10,0 e 20,0 mL L-1) diluído na água de irrigação, com quatro repetições, sendo avaliadas 10 plantas por parcela. Realizou-se uma única fertirrigação, aos 15 dias após a germinação (15 DAG). Foram determinadas características morfofisiológicas das plantas. Concluiu-se que a maior dose do fertilizante na água de irrigação proporcionou os maiores valores de comprimento da parte aérea, massa fresca e massa seca da parte aérea das plantas de rúcula.


Palavras-chave


Eruca sativa Miller, nutrição de plantas, fertilizante líquido, NPK.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.