Características morfológicas e produtividade do crambe em função da adubação nitrogenada

Rodrigo Kelson Silva Rezende, Rodolpho Freire Marques, Tathiana Elisa Masetto

Resumo


O crambe ainda não é uma cultura amplamente cultivada, no entanto, tem despertado o interesse dos produtores, pois todo seu cultivo é mecanizado, apresenta baixo custo de produção, pode ser utilizada em rotação de culturas e tem aptidão para a produção de biodiesel. Os dados sobre resposta a adubação nessa cultura são escassos, sendo assim, objetivou-se com este trabalho avaliar as características morfológicas e a produtividade do crambe em função da aplicação de diferentes doses de nitrogênio em cobertura, utilizando-se como fonte de nitrogênio a ureia. O experimento foi realizado em condições de campo, no ano de 2010, e o delineamento utilizado foi em blocos casualizados, com cinco tratamentos e seis repetições. Os tratamentos constituíram-se da aplicação de 0; 5; 10; 20 e 40 kg ha-1 de nitrogênio em cobertura. Para os teores de clorofila nas folhas e para a massa de mil grãos, a aplicação de doses crescentes de nitrogênio em cobertura aumentou significativamente os valores. Para os parâmetros morfológicos avaliados, como comprimentos de parte aérea e área foliar e para a produtividade da cultura do crambe, os tratamentos utilizados não foram significativos.


Palavras-chave


Crambe abyssinica, nitrogênio, teor de clorofila, ureia

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.