Qualidade industrial do arroz sob efeito do manejo do nitrogênio em cobertura em plantio direto

Renato Jaqueto Goes, Ricardo Antonio Ferreira Rodrigues, Anderson Teruo Takasu, Orivaldo Arf

Resumo


Este trabalho teve como objetivo verificar a qualidade industrial do arroz, cv. AN Cambará, sob efeito da adubação nitrogenada de cobertura no sistema plantio direto. Os tratamentos consistiram de três fontes (nitrato de amônio, sulfato de amônio e uréia) e quatro doses de nitrogênio (0, 40, 80 e 120 kg ha-1). O delineamento experimental foi em blocos casualizados no esquema fatorial 3 x 4 com quatro repetições. Neste estudo foi avaliado o número de espiguetas por panícula, a fertilidade de espiguetas, a massa hectolítrica, o rendimento industrial, a massa de 100 grãos e a produtividade. Conclui-se que os maiores valores de espiguetas por panícula foram obtidos com 48,6 e 42,1 kg ha-1 de N na forma de nitrato de amônio, e as doses proporcionam aumentos lineares quando o adubo nitrogenado foi o sulfato de amônio. O máximo valor referente para fertilidade de espiguetas e de grãos inteiros foi obtido com 68,9 e 94,2 kg ha-1 de N e não depende da fonte utilizada. As doses de N reduziram a massa hectolítrica utilizando-se nitrato de amônio e ureia. Houve redução do valor percentual de rendimento de benefício em função das doses de N. O uso de ureia em cobertura aumentou o porcentual de grãos quebrados

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.