Interferência do substrato vegetal na produção de escleródios de Sclerotinia sclerotiorum (Lib.) De Bary

Luciana Zago Ethur, Andrio Spiller Copatti, Tuane Araldi da Silva, Luana da Silva Cadore, Jean Carlos Frezingheli de Fresinghelli

Resumo


O fitopatógeno Sclerotinia sclerotioum é um fungo de solo que causa doença em várias culturas e produz escleródios que podem permanecer no solo por longo período de tempo. O objetivo do trabalho foi avaliar a interferência do substrato vegetal na produção de escleródios de S. sclerotiorum para serem utilizados em trabalhos de pesquisa com esse patógeno. Para isso, as raízes tuberosas de beterraba, cenoura, batata doce e mandioca, além do tubérculo de batata inglesa, foram colocadas em fatias dentro de beckers, autoclavadas e inoculadas com micélio do fungo. Após 30 dias foi realizada a avaliação que constou do número, peso, comprimento e largura dos escleródios produzidos. De acordo com os resultados encontrados, observou-se que o substrato que apresentou maior número de escleródios foi à base de batata inglesa, porém ocorreu um padrão de comprimento, largura, relação comprimento x largura e peso, no desenvolvimento dos escleródios, que não levou em consideração os substratos vegetais testados. Portanto, os cinco substratos vegetais podem ser utilizados na produção de escleródios de Sclerotinia sclerotiorum.

Palavras-chave


Solanum tuberosum, Manihot esculenta, Ipomoea batatas, Beta vulgaris, Daucus carota

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.