Palhada de braquiária ruziziensis na supressão de plantas daninhas na cultura da soja

Suzete Fernandes Lima, Paulo César Timossi, Dieimisson Paulo Almeida, Uadson Ramos da Silva

Resumo


A utilização de forrageiras como plantas de cobertura, após o cultivo da safra, tem demonstrado ser uma alternativa para a supressão de plantas daninhas, pois a palhada depositada na superfície do solo influencia na reinfestação de plantas daninhas nas culturas subsequentes. Neste contexto, objetivou-se investigar a necessidade de aplicação de herbicida complementar em pós-emergência na cultura da soja Anta 82 RR na presença de palhada remanescente de Urochloa ruziziensis. O delineamento adotado foi o de blocos casualizados em arranjo fatorial 3 x 2, no qual o fator A foi composto por duas quantidades de biomassa da U. ruziziensis (6500 kg ha-1 e 8500 kg ha-1) e pela vegetação espontânea (2900 kg ha-1) e, o fator B foi composto pela aplicação ou não do herbicida glifosato em pós-emergência na cultura da soja. Foram realizadas avaliações referentes à palhada remanescente de braquiária ruziziensis, além da supressão de plantas daninhas e produtividade de grãos de soja. Conclui-se que a utilização de palhada de U. ruziziensis, na quantidade de biomassa entre 6500 kg ha-1 e 8500 kg ha-1, potencializa a supressão de plantas daninhas, sem, no entanto, dispensar a aplicação de herbicida complementar em pós-emergência na cultura da soja.


Palavras-chave


Brachiaria, controle integrado, integração lavoura pecuária, plantio direto

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.