Ajuste de modelo para determinar a umidade em Neossolo Flúvico com uso de uma sonda Time Domain Reflectometry (TDR)

Thayslan Renato Anchiêta de Carvalho, Wendel de Melo Massaranduba, Sávio de Brito Fontenele, Rafael Bezerra Tavares Vasques Landim, Luiz Alberto Ribeiro Mendonça

Resumo


Objetivou-se ajustar equação de correção para os dados de umidade monitorados por um TDR (Time Domain Reflectometry), para um solo do tipo Neossolo Flúvico, localizado na região sul cearense, semiárido do nordeste brasileiro, avaliando a influência da temperatura na estimativa do conteúdo de água pelo equipamento TDR e o ajuste de uma equação para diferentes tipos de solos. Essa avaliação foi feita por meio dos parâmetros estatísticos: coeficiente de determinação (R²) e índices de concordância (d) e de confiança (C) de Willmont. Os resultados mostraram que (i) as medidas de umidade estimadas pelo TDR foram pouco sensíveis a variações de temperatura; (ii) o ajuste de uma equação para diferentes tipos de solos apresentou baixa precisão na estimativa das umidades, com R² de 0,49, de 0,76 e C de 0,56; (iii) o ajuste da equação para o mesmo tipo de solo (Neossolo Flúvico) apresentou forte correlação com R² de 0,98 e ótimo desempenho com C de 0,98 e d de 0,99. Esses resultados indicam que a equação de correção dos dados de umidade monitorados pelo TDR deve ser ajustada para cada tipo de solo, possibilitando obter valores coerentes para conteúdo de água no solo e confirmando a necessidade de calibração.

Palavras-chave


tipos de solos, temperatura do solo, umidade do solo



Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.