Valor nutricional das folhas e dos colmos de genótipos de sorgo mutantes bmr e normais

Poliana Batista de Aguilar, Daniel Ananias de Assis Pires, José Avelino Santos Rodrigues, Sidnei Tavares dos Reis, Vicente Ribeiro Rocha Júnior, Flávio Pinto Monção, Daniela Cangussú Tolentino, Benara Carla Barros Frota

Resumo


Objetivou-se avaliar o valor nutricional das folhas e dos colmos de genótipos de sorgo mutantes BMR e normais utilizados para corte e pastejo. Foram utilizados vinte genótipos de sorgo, sendo onze mutantes BMR e nove normais. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com 3 repetições, onde cada genótipo foi um tratamento (20 tratamentos) totalizando 60 parcelas experimentais. O valor nutricional foi analisado aos 42 dias de rebrotação após o primeiro corte, sendo determinados os teores de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN) e fibra em detergente ácido (FDA). Em relação à PB das folhas e dos colmos houve diferença entre os genótipos. Os teores médios oscilaram de 18,31 a 21,14% de PB das folhas para o BR 800 e BR001AXTX2784bmr, respectivamente.  Os teores médios dos colmos variaram de 6,98 a 14,33% de PB para o CMSXS205AxTX2785bmr e BR007AxTX2785bmr. Em relação MS, FDN e FDA das folhas e dos colmos não houve diferença entre os genótipos. A maturidade afeta o valor nutricional dos genótipos de sorgo mutantes BMR e normais sendo recomendado utilizá-los para corte e/ou pastejo em torno dos 42 dias após o plantio ou de rebrota. 


Palavras-chave


forragem, isogênicos, mutação, nervura marron

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.