Crescimento inicial de mudas de oliveira em competição com plantas daninhas

Larissa Madureira Martins, Maria do Céu Monteiro Cruz, Adelson Francisco de Oliveira, Miriã Cristina Pereira Fagundes, José Barbosa dos Santos

Resumo


Dentre os fatores ambientais que afetam o desenvolvimento da oliveira (Olea europaea L.), cita-se a convivência com outras plantas no ambiente de cultivo, que pode interferir no crescimento e no equilíbrio nutricional das plantas. O trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar mudas de duas cultivares de oliveira em fase inicial de crescimento convivendo com diferentes espécies de plantas daninhas. Adotou-se o esquema o fatorial 2 x 6, sendo os fatores: duas cultivares de oliveira (‘Arbequina’ e ‘Koroneiki’) e seis situações de competição (Bidens pilosa, Brachiaria brizantha, Cenchrus echinatus,Canavalia ensiformis, Lupinus albus e sem competição) distribuídos em blocos casualizados com quatro repetições. As plantas foram conduzidas em vaso, contendo 5 litros de substrato (Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico típico). Para cada espécie foi estabelecida a densidade de uma planta competidora por vaso. O período de convivência entre as cultivares de oliveira e as plantas competidoras foi de 60 dias. Constatou-se menor crescimento nas duas cultivares de oliveira sob competição com as diferentes espécies de plantas daninhas, sendo a maior interferência na cultivar Arbequina com B. brizantha, C. ensiformis e C. echinatus. Para o número de folhas e a massa seca foliar a cultivar Koroneiki apresentou menor produção em competição com B. pilosa, C. ensiformis, L. albus e C. echinatus. As plantas daninhas interferiram nos teores foliares de N e K que foram menores nas mudas de ‘Arbequina’ em competição com B. pilosa e na cultivar Koroneiki com B. pilosa, C. ensiformis, L. albus e C. echinatus. A cultivar Arbequina mostrou-se mais tolerante a interferência das plantas daninhas. As espécies B. pilosa, C. ensiformis, L. albus e C. echinatus foram as espécies com maior potencial de interferência no crescimento inicial das mudas da cultivar Koroneiki. 


Palavras-chave


competitividade, interferência, manejo, Olea europaea L.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.