Modo de aplicação de fertilizantes nitrogenados na qualidade fisiológica de sementes de milho

José Antonio Maior Bono, Adriana Paula D’Agostini Contreiras Rodrigues, Munir Mauad, Júlio César de Albuquerque, Cristina Rumiko Yamamoto, Katyuce da Silva Chermouth, Mirianny Elena de Freitas

Resumo


A recomendação de adubação é complexa, devido à dinâmica das transformações do nitrogênio no solo, a sua mobilidade e aos fatores que influem no aproveitamento pelas plantas. Transformações e perdas de nitrogênio no solo podem ocorrer através de processos conhecidos como: mineralização e imobilização, nitrificação e desnitrificação, lixiviação e volatilização. Quando se utiliza a uréia, como fonte de nitrogênio na superfície do solo, ocorre processo de volatilização; perda de nitrogênio na forma de gás amônia (NH3). O objetivo deste trabalho foi de verificar a influencia de fontes nitrogenadas na qualidade fisiológicas de sementes de milho na região de Campo Grande - MS em um Latossolo Vermelho distroférrico, utilizando 120 kg/ha de N, alternando a quantidade aplicada na semeadura e em cobertura. Foram avaliados: teste de germinação, germinação na primeira contagem, condutividade elétrica, peso de mil sementes, teste de frio e emergência à campo. O uso do N de liberação lenta proporciona melhoria na qualidade fisiológica das sementes de milho, além de possibilitar a aplicação desta fonte toda na semeadura.


Palavras-chave


culturas, nitrogênio de liberação lenta, perdas, solo, uréia, Zea mays L.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.