Adubação nitrogenada e qualidade dos restos vegetais de milheto e aveia preta

José Salvador Simoneti Foloni, Rodrigo Arroyo Garcia, Carlos Sérgio Tiritan, Alex Sandro José da Silva

Resumo


Objetivou-se com este trabalho avaliar a produção de massa seca, o teor e acúmulo de N, e a relação C/N de restos vegetais de duas gramíneas de cobertura, uma tropical C4 (milheto) e outra de clima temperado C3 (aveia preta), em resposta à adubação nitrogenada. Conduziu-se o experimento em casa de vegetação com solo de textura média, corrigido e adubado com P, K e micronutrientes. Os tratamentos foram constituídos de duas gramíneas de cobertura, aveia preta (Avena strigosa) e milheto (Pennisetum glaucum), submetidas a quatro níveis de adubação nitrogenada, equivalentes a 0, 50, 100 e 200 mg dm-3 de N. Aos 50 dias após a emergência determinou-se a massa seca da parte aérea, e os teores de N e C dos restos vegetais. O milheto

apresentou maiores valores de massa seca em função do aumento da adubação nitrogenada. No entanto, doses elevadas de N ocasionaram tendência de aumento nos teores de N da aveia preta e decréscimo no milheto. A adubação nitrogenada antecipada em gramíneas de cobertura com vias fotossintéticas distintas pode alterar a manutenção de resíduos vegetais na superfície do solo e liberação de nutrientes.


Palavras-chave


plantas de cobertura, relação c/n, sistema plantio direto.

Texto completo:

PDF




Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.