Indicadores de qualidade, manejo e uso da água pluvial armazenada em cisternas do semiárido baiano

George Fabian Fonseca de Menezes, Delfran Batista dos Santos, Rafael Oliveira Batista, Delka de Oliveira Azevedo, Gessionei da Silva Santana, Antônio Sousa Silva, Aécio José Araújo Passos Duarte

Resumo


Em virtude dos longos períodos de estiagem vivenciados na Região Nordeste principalmente no semiárido baiano, a população vítima da seca, têm buscado meios de convivência com essa realidade. O objetivo desse estudo foi investigar os indicadores de qualidade, manejo e uso da água pluvial armazenada em cisternas do município de Filadélfia, Bahia. Foram coletadas 32 amostras de água armazenada em oito cisternas do município de Filadélfia no período de junho a setembro de 2012. Foram aplicados também 41 questionários semi-estruturados para diagnosticar a qualidade e uso da água das cisternas pelas famílias do município de Filadélfia. Em consonância com os resultados dessa pesquisa verifica-se que a água apresenta níveis de cloro residual e coliformes totais em desacordo com a Portaria 2.914 de 12/12/2011 do Ministério da Saúde. Percebeu-se também que ao mesmo tempo em que a implantação das cisternas no ambiente rural do semiárido baiano torna-se um caminho para resolver os problemas ocasionados pela escassez hídrica, têm se tornado também, um foco de contaminação, comprometendo assim a saúde das famílias que fazem uso da água armazenada nas cisternas.


Palavras-chave


Estiagem, recursos hídricos, tecnologias socialmente apropriadas

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.