Calcário e gesso na produção de bulbos de amarílis em Latossolo Vermelho Distroférrico

Yara Brito Chaim Jardim Rosa, Eulene Francisco da Silva, Derek Brito Chaim Jardim Rosa, Islaine Caren Fonseca, Juslei Figueiredo Silva, José Carlos Sorgato, Edgard Jardim Rosa Junior, Jackeline Schultz Soares

Resumo


Os bulbos constituem o principal órgão de propagação comercial de amarílis não havendo relatos científicos sobre a calagem e gessagem para a sua produção em Latossolos. Assim, objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito do calcário e do gesso agrícola na produção de bulbos de amarílis e na agregação de um Latossolo Vermelho Distroférrico. O experimento foi conduzido na área de Jardinocultura da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) em Dourados – MS. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com cinco repetições, sendo que, a unidade experimental foi composta por uma planta de amarílis (Hippeastrum hybridum) variedade Intokasie, cultivada em vaso com capacidade para 1 litro. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 5x5, sendo cinco doses de calcário dolomítico (0, 2000, 4000, 8000 e 16000 kg ha-1) com PRNT de 100,%, e cinco doses de gesso agrícola (0, 500, 1000, 2000, 4000 kg ha-1). As variáveis analisadas foram: altura da haste floral, porcentagem de agregados via seca, perímetro, diâmetro, altura, massa fresca e seca do bulbo e, comprimento, massa fresca e seca do sistema radicular. A aplicação de doses crescentes de calcário promoveram aumento do pH e porcentagem dos agregados do solo. O uso do gesso influenciou o incremento no perímetro do bulbo apenas na dosagem de 871,3 kg ha-1. A calagem na dosagem acima de 2.000 kg ha-1 foi essencial para incremento em diâmetro, perímetro e massa dos bulbos de amarílis. 


Palavras-chave


correção do solo; floricultura; herbáceas perenes; Hippeastrum hybridum

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.