Adubação com cama de frango e esterco bovino na produtividade de feijão azuki (Vigna angularis)

Roni Fernandes Guareschi, Adriano Perin, Danilo Neiva de Andrade, Anisio Corrêa Rocha

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi avaliar a viabilidade da utilização de cama de frango e esterco bovino em substituição à adubação química por meio da produtividade de grãos de feijão azuki. Foram conduzidos dois experimentos em delineamento em blocos ao acaso, com quatro tratamentos e cinco repetições. No primeiro experimento utilizou-se cama de frango, sendo os tratamentos: 1) testemunha (sem adubação); 2) adubação química com 140 kg N ha-1 + 90 kg P2O5 ha-1 + 60 kg K2O ha-1 na semeadura; 3) 3 Mg ha-1 de cama de frango; 4) 6 Mg ha-1 de cama de frango. Já no segundo experimento utilizou-se esterco bovino, sendo os tratamentos: 1) testemunha (sem adubação); 2) adubação química com 140 kg N ha-1 + 90 kg P2O5 ha-1 + 60 kg K2O ha-1 na semeadura; 3) 10 Mg ha-1 de esterco bovino; 4) 20 Mg ha-1 de esterco bovino. As variáveis analisadas foram massa fresca e seca da parte aérea aos 60 dias após a emergência, produtividade e massa de 100 grãos. Conclui-se que o esterco bovino e a cama de frango são alternativas viáveis, pois proporcionam produtividade de grãos de feijão azuki semelhante à adubação química.


Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.