Emergência de Conyzas influenciada pela presença de resíduos vegetais

Oscar Mitsuo Yamashita, Kleube Pereira Sousa, Sebastião Carneiro Guimarães, Paulo Sergio Koga

Resumo


A cobertura morta como alternativa de manejo à plantas daninhas já está consolidada, porém as formas de utilização desta variam em função do material empregado como tal, da planta daninha alvo, bem como em função da disposição do material no perfil do solo. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de material orgânico de resíduos vegetal e animal na emergência e desenvolvimento inicial de buva. O primeiro experimento avaliou o efeito de serragem de madeira, casca de arroz, esterco bovino e testemunha, suas disposições no solo (misturado ou na superfície) e duas espécies de Conyza. A casca de arroz inibiu emergência tanto de Conyza bonariensis como C. canadensis. Esta última também foi afetada pelo esterco bovino. No segundo experimento, estudou-se a presença ou ausência de cobertura no substrato, quatro períodos de embebição das sementes das invasoras antes da semeadura e a duas espécies de Conyza. O período de embebição que ocorreu menor porcentagem de emergência e menor massa seca, foi o de 52 horas de embebição. A presença de casca de arroz inibiu a emergência de ambas as espécies.

Palavras-chave


cobertura morta; buva; incorporação; período; emergência

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.