Pulverização foliar com ácido giberélico no crescimento do porta-enxerto de marmeleiro ‘japonês’

Rafael Pio, Indiana Marina Dalastra, Leandro Rampim, Felipe Bittencourt Machado de Souza, Cynthia Natally Assis, Andrei Spazian Tibert

Resumo


Existe interesse na redução do tempo de formação dos porta-enxertos e das mudas de marmeleiro, para reduzir os custos de produção e aumentar a rotação de mudas nos viveiros. Desta forma, o objetivo do trabalho foi avaliar a influência do ácido giberélico (GA3) no crescimento de plântulas do porta-enxerto de marmeleiro ‘Japonês’ (Chaenomeles sinensis). As sementes foram extraídas de frutos maduros, as quais foram colocadas em placas de Petri para estratificação a frio em câmara do tipo B.O.D. em temperatura de 4ºC. As sementes foram distribuídas em bandejas de poliestireno de 72 células, contendo como substrato a vermiculita. As pulverizações nas plântulas com GA3 foram realizadas no viveiro e tiveram início com as plântulas aos 30 dias de idade, contados a partir da semeadura. As plântulas foram pulverizadas com 100, 200 e 300 mg L-1 de GA3, além da testemunha composta somente com água. Após 30 dias se mensurou o comprimento médio da parte aérea e da raiz, o número médio de folhas e a massa seca média total. Concluiu-se que as plântulas do marmeleiro ‘Japonês’ devem ser pulverizadas com 300 mg L-1 de GA3.


Palavras-chave


Chaenomeles sinensi;, GA3; produção de mudas; propagação

Texto completo:

Sem título () PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.