Efeito da profundidade e da mistura de sementes ao adubo químico na emergência de plântulas de espécies forrageiras

Adauton Vilela de Rezende, Luiz Paulo de Andrade, Geraldo Benedito de Souza Almeida, Carlos Henrique Silveira Rabelo, Flávio Henrique Silveira Rabelo, Paulo Roberto Correa Landgraf, Denismar Alves Nogueira, Hélio Henrique Vilela

Resumo


Objetivou-se avaliar a influência da profundidade de semeadura e a mistura em adubo químico sobre a germinação de sementes de espécies forrageiras (Brachiaria decumbens, B. brizantha cv. Marandu, Sthylosanthes guianensis cv. Campo Grande e Arachis pintoi cv. Belmonte). O experimento I foi conduzido em DBC, em esquema fatorial 2 x 11 x 2, avaliando-se adubo seco e adubo úmido, 11 tempos de permanência das sementes misturadas ao adubo (0, 12, 24, 36, 48, 60, 72, 96, 120, 144 e 168 horas), duas espécies forrageiras (B. decumbens, B. brizantha cv. Marandu) e um tratamento controle (sem adubo). O experimento II foi conduzido em DBC, em esquema fatorial 4 x 5, constituído por quatro forrageiras (B. brizantha cv. Marandu, B. decumbens, S. guianensis cv. Campo Grande e A. pintoi cv. Belmonte) e cinco profundidades de semeadura (0,0; 2,5; 5,0; 10,0 e 15,0 cm). Não houve efeito dos adubos sobre a emergência de plântulas, contudo, este parâmetro foi alterado em virtude dos tempos de mistura das sementes das forrageiras B. decumbens e B. brizantha ao adubo. Os melhores resutados de emergência quando utilizadas as sementes de S. guianensis ocorreram pela semeadura superficial e a profundidade de 2,5 cm. A emergência das plântulas de B. decumbens e B. brizantha é favorecida pela mistura ao adubo químico, contudo, há queda no percentual de germinação com o decorrer das horas de mistura ao adubo. A porcentagem de emergência de plântulas é maximizada quando a semeadura ocorre a uma profundidade de 2,5 cm, independente da espécie avaliada. 

Palavras-chave


Arachis pintoi; Brachiaria; germinação; Stylosanthes

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.