Desempenho do milho safrinha irrigado submetido a diferentes doses de nitrogênio via solo e foliar

Guilherme Augusto Biscaro, Anamari Viegas de Araujo Motomiya, Rafael Ranzi, Marcos André Braz Vaz, Eber Augusto Ferreira do Prado, Bianca Lourenço Rosa Silveira

Resumo


Visou-se com este trabalho, avaliar, em condições de campo, o efeito da aplicação de nitrogênio nas características agronômicas e produtividade do milho irrigado por pivô central. O delineamento experimental foi em blocos aleatorizados, no esquema fatorial 4x2, com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos pela aplicação de quatro doses de nitrogênio (0, 90, 180 e 360 kg ha-1 de N), via foliar ou convencional por cobertura, parceladas aos 25 e aos 49 dias após a semeadura. A aplicação de N (em ambas as formas) afetou o número de grãos por fileira e por espigas, a massa de 1000 grãos e a produtividade de grãos no milho. Os maiores valores de produtividade foram obtidos com as doses estimadas de 300 kg ha-1 de N na aplicação convencional e 362 kg ha-1 na aplicação via foliar. A dose de 90 kg ha-1 de N, foi a que proporcionou a maior rentabilidade financeira para o cultivo.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.