Qualidade e produção de ovos de poedeiras vermelhas alimentadas com diferentes níveis de farinha de carne e suplementadas com manjericão

Ibiara Correia de Lima Almeida Paz, Fabio Luiz da Silva, Rodrigo Garófallo Garcia, Fabiana Ribeiro Caldara, Viviane Maria Oliveira dos Santos Ferreira, Leonardo Willian de Freitas, Leonardo de Oliveira Seno, Fabiana Cavichiolo

Resumo


Neste  experimento  foram  utilizadas  320  poedeiras  (Isa  Brown)  com  33  semanas  de  idade.  O delineamento experimental foi  inteiramente casualizado com oito tratamentos e qutro repetições de 10 aves: T1 - dieta controle; T2 - dieta com 7,7% de farinha de carne; T3 - dieta com 10,0% de farinha de carne; T4 - dieta com 12,3% de farinha de carne; T5 - dieta controle + de 1% de manjericão; T6 - dieta com 7,7% de farinha de carne + 1% de manjericão; T7 - dieta com 10,0% de farinha de carne + 1% de manjericão; T8 - dieta com 12,3% de farinha de carne + 1% de manjericão. As dietas foram isonutritivas e oferecidas à vontade. Calculou-se a produção e massa de ovos para o período experimental  total. Avaliações da cor da casca e da gema e avaliação  sensorial dos ovos cozidos  foram  realizadas. Houve diferença  para produção de ovos e massa de ovos,  sendo que as aves alimentadas  com  12,3%  de  farinha  de  carne,  associada  ou  não  ao  manjericão  tiveram  melhores  resultados.  A qualidade dos ovos  também  foi  influenciada apenas pela adição de  farinha de carne, o que  torna a utilização do manjericão facultativa até o nível máximo de farinha de carne testado.


Palavras-chave


avicultura, postura, aditivos naturais

Texto completo:

PDF




Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.