Meios de cultura para germinação de grãos de pólen de milho

Patrícia de Oliveira Alvim, Renzo Garcia Von Pinho, Édila Vilela de Rezende Von Pinho, André Delly Veiga, Kênia Carvalho de Oliveira, Rafael Parreira Diniz

Resumo


O objetivo desse trabalho foi selecionar o melhor meio de cultura e a temperatura de incubação para germinação dos grãos de pólen e determinar o horário de coleta e a metodologia de secagem destes. Os ensaios foram realizados no Laboratório Central de Sementes e na área experimental do Departamento de Agricultura da UFLA. Foram testados seis meios de cultura e duas temperaturas para incubação de grãos de pólen (25 e 30oC) coletados em diferentes horários do dia (9, 14 e 16 horas). Avaliou-se também a tolerância do grão de pólen à dessecação usando dois sais (cloreto de sódio e de lítio). Para avaliar a germinação, os grãos de pólen foram colocados em placas de petri com meio de cultura na temperatura adequada por duas horas. Para o teste do corante utilizado para avaliar a viabilidade, os grãos de pólen foram submetidos a lâminas com corante Alexander e avaliados com auxílio de microscópio óptico. Maiores valores de germinação dos grãos de pólen são observados em meio de cultura contendo 10% de sacarose, 0,03% de ácido bórico e 0,15% de cloreto de sódio a 25ºC e quando a coleta é realizada às 9 horas. Grãos de pólen de milho perdem a viabilidade na medida em que são dessecados.


Palavras-chave


grãos de pólen, melhoramento, zea mays

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian

ISSN da versão online: ISSN 1984-2538
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.