O processo de reescrita mediado pela correção: mecanismos de parafrasagem

Milenne Biasotto, Rute Izabel Simões Conceição

Resumo


Nesta pesquisa, partimos do pressuposto de que os alunos, ao longo de sua escolarização, vivenciam um processo de desconstrução da discursividade na escrita, que se estende até a universidade. A pesquisa ora apresentada insere-se nos pressupostos da Linguística Aplicada e propõe a reconstrução da discursividade na escrita, o que se procurou realizar a partir da proposta de uma didática específica para o ensino da escrita em um curso de docentes em formação do 6º e 7º semestres do curso de Letras de uma instituição pública do Mato Grosso do Sul. Discutimos e testamos critérios discursivos de correção textual, bem como um tipo específico de correção, denominado correção misto-discursiva, o qual constatamos potencializar eficazmente o diálogo texto-escrevente-leitor e as reescritas, o que proporciona substanciais mudanças qualitativas nos textos produzidos durante o processo.

Palavras-chave


Ensino da Escrita. Paráfrase. Qualidades discursivas.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.